quinta-feira, 18 de agosto de 2011

De Volta!


Olá queridos alunos! Para quem já acessava o blog, desejo um bom retorno e para aqueles que ainda não o conhecem, sejam bem vindos!
A proposta continua a mesma, trazer de uma forma mais informal e prazerosa a História para vocês. Os conteúdos vistos em sala de Aula, são vivenciados no blog juntamente com textos complementares, vídeos, fotos, referentes aos assuntos.
Aqui você também pode dar suas sugestões e tirar suas dúvidas!
Não deixem de conferir e acompanhar, afinal o blog foi feito para vocês!! Atenção: Vamos abordar apenas assuntos do 7º ano! As postagens anteriores devem ser descartadas!
Beijos....podem me escrever que eu respondo!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

O IMPÉRIO ROMANO: DA FORMAÇÃO À CRISE

Queridos alunos, já vimos que Roma passou pela fase da monarquia, república e agora está entrando na fase do império. Foi nesse último período que o começou as crises que levaram ao fim de Roma.

O primeiro imperador foi Otávio , nesse novo regime o Senado e outras instituições políticas continuaram a existir mais, com um poder reduzido.

Otávio recebeu o título de Augusto, que dava caráter sagrado à sua figura.
Durante o seu governo, os territórios foram reorganizados, e os povos passaram por um período de PAX ROMANA( conjunto de medidas para implantar a paz aos povos derrotados.)
Foi um período de muita prosperidade. A cultura se desenvolveu, ele proporcionou diversão para a população.

DINASTIAS: Roma foi durante um período governada por dinastias.

1º Julio-Claudiana
Nesse dinastia participaram membros das famílias mais importantes de Roma. Ele organizaram
A organização das fronteiras e a consolidação do poder foram características dessa dinastia. Só que os conflitos internos voltaram a a reaparecer com as sucessões.

2º Flávios
Esse período foi considerado um dos mais prósperos do império, o que diminuiu as tensões internas. Mesmo tendo ocorrido grandes catástrofes, foi nessa dinastia que foi construído o Coliseu.
3º Antoninos
Os participastes dessa dinastia, a maioria não estavam ligados por laços sanguíneos, e sim por meio de acordos e associações do governo. Ficou marcado pela construção de obras públicas, auxilio dos imperadores aos mais pobres, e a consolidação da administração imperial.

4º Severos
Período que o trono imperial permaneceu nas mãos dos soldados pretorianos e marcou o inicio da queda do império. O estado perdeu o controle da economia e os povos inimigos pressionavam.
Sétimo Severo

CRISES DO IMPÉRIO

Roma começou a passar por um período de crise.
Começou a existir muitos problemas internos.
1-A briga de imperadores pelo trono também ajudou a enfraquecer o poder.
2-Com essa situação o governo aumentou impostos, gerou inflação e elevação nos preços dos produtos tudo em função de pagar as despesas.
3-A mão-de-obra escrava também entrou em crise. O preço deles aumentou. A produção agrícola diminuiu, o comércio entrou em declínio e o quadro foi levando a fome.
4-As epidemias também apareceram e levaram a morte da população tanto no campo quanto nas cidades.

Para tentar resolver essa situação Imperadores chamados de REFORMISTAS assumiram o poder.

1º- Diocleciano -> promoveu uma reforma monetária e instituiu um sistema político de quatro governantes, a tetrarquia para facilitar o comando do império.

2º Constantino-> Para resolver a situação dos escravos ele implantou o COLONATO( ficar em terras homens livres que procuravam trabalho nas grandes propriedades substituindo os escravos).
Ele acabou com a tetraquia e restabeleceu o poder centralizado.
Ele liberou o culto religioso entre a população.
Criou a Nova Roma, uma cidade localizada em um ponto estratégico para o comércio e o controlo da parte oriental do império.

3º Teodósio -> Ele oficializou o CRISTIANISMO em Roma. dividiu o império em duas partes: Ocidente e Oriente.

RELIGIÃO
Os romanos eram politeístas, acreditavam em vários deuses como Minerva e Júpiter.
Com a chegada do cristianismo, eles começaram a virar monoteístas e instituir um único Deus.
Essa nova religião se tornou uma ameaça para o império. Em pouco tempo o número de cristãos romanos era imenso.
Muitos imperadores perseguiam e matavam os cristãos. Gerava muita insatisfação e revoltas.
Quando Constantino libera o culto as religiões diminuiu as revoltas.


EDITO DE MILÃO
Esse foi o documento escrito por Constantino que liberava o culto a outras religiões entre os romanos.

EDITO DE TESSALÔNICA
Lei imperial que Teodósio ordenava seus súditos a seguirem a fé crista em Roma.


FIM DO IMPÉRIO
Apesar de todas essas reformas o império não conseguiu sobreviver.
Uma questão essencial não foi resolvida: a mão-de-obra escrava que continuava escassa e era a base da economia.
Outro fator que ajudou nesse fim foi a dificuldade de pagar soldados para cuidarem das fronteiras. Essas fronteiras ficaram desprotegidas e fácil de serem invadidas.
E foi isso que aconteceu: os germânicos conseguiram invadir o território Ocidental de Roma e tomar o poder.


DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO.

Queridos...
Esse é a última postagem desse ano. Espero que vocês tenham gostado e que tenha ajudado na hora dos estudos. Um grande beijos para vocês.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

ROMA ANTIGA

Queridos alunos, antes de mais nada gostaria de pedir desculpas a vocês por não ter atualizado o blog com os assuntos da Ap da IV unidade. Infelizmente eu não consegui tempo para postar.Porém, hoje estou escrevendo sobre os assuntos da AGU. Estudem bastante para todos passarem por média e ficar mais tempo de férias! Huahuahuhuha! Beijos!

Hoje vamos falar sobre as conseqüências da expansão da República Romana.

Essas novas conquistas provocaram muitas transformações na economia criando um vasto território que favoreceu o desenvolvimento mercantil, na política e na sociedade romana.

Os plebeus (a classe baixa) tiveram que abandonar suas terras para lutar no exército e quando retornavam, não conseguiam mantê-las. Acabavam contraindo empréstimos e perdendo essas terras.Começaram a migrar par as cidades em busca de melhores condições de vida. Só que quando chegavam... Não era exatamente isso que encontravam. Surge assim o proletariado: cidadão da última camada social, que não pagava impostos e era considerado apenas pelos filhos de geravam. Eram desempregados.

Havia plebeus que conseguiram enriquecer e se destacar no exercito sendo agora conhecidos como cavaleiros. Esses cavaleiros levaram ao surgimento de uma nova aristocracia: Os NOBILITIAS. (constituída por famílias patrícias e plebéias enriquecidas).

Com as terras conquistadas surgiram os latifúndios- propriedades escravistas. Elas produziam vinho e azeite. Foi introduzida nessas propriedades a mão-de-obra escrava para o trabalho agrícola. Os camponeses livres não deixaram de existir.O escravo era tratado como um objeto, uma mercadoria. Porém, ele podia comprar ou ganhar sua liberdade.Essa concentração de terras nas mãos dos patrícios fez com que os pequenos proprietários perdessem suas terras e fossem para as cidades tentar sobreviver, aumentando o número da população e superlotação das áreas urbanas.Isso gerou condições de higiene e limpeza precárias, violência, saques e assaltos constantes.

REVOLTA DOS ESCRAVOS

Os escravos se rebelaram várias vezes. Essa revolta não tinha por objetivo acabar com a escravidão. Os revoltosos pretendiam obter a liberdade individualmente ou em pequenos grupos, fundar novas comunidades ou voltar a sua origem.E, 73 a.C. escravos gladiadores: escravo ou prisioneiro que lutava nos circos com homens ou animais para divertir o público. Lutaram contra as tropas romanas. Conseguiram juntar um grande número de escravos mais foram derrotados pelos romanos.



Para tentar resolver a situação das terras dois irmãos eleitos pelo tribuno da plebe TIBÉRIO E CAIO GRAGO lutaram em favor da reforma agrária.

Tibério: Ele propôs limitar o tamanho das propriedades e distribuir terras para os camponeses. Sua proposta teve grande resistência e ele acabou sendo assassinado.Seu irmão tentou seguir as mesmas idéias e propões estender a cidadania romana aos povos aliados da península itálica. A resistência a sua propostas foi geral e com medo de ser assassinado ele mandou um escravo seu o matar.

Os militares:

Por conta das guerras de conquista foi necessário mudanças e reorganização do exercito romano.A partir da reforma, o exercito passou a receber um pagamento fixo, voluntários ganhavam salário para combater.Os líderes militares começaram a se destacar e querer disputar os cargos do governo com os patrícios. Ficaram conhecidos como “homens novos”

1º líder a se destacar foi Júlio Cezar. Ele formou o triunvirato ( poder exercido por três magistrados) junto com Pompeu e Crasso. Eles comprometeram-se a se auxiliar mutuamente para monopolizar o poder de Roma.Com a morte de Crasso o triunvirato acabou e Júlio Cezar se tornou ditador (concentra todo poder em torno de si mesmo)Ele fez um bom governo, mas mesmo com toda popularidade ele foi assassinado por senadores que temiam a volta da monarquia.

2º triunvirato: formado por Marco Antônio, Otávio e Lépido. Depois de uma luta entre eles Otávio Vence. A república entre em crise devido as guerras de poder e se instala a partir de agora o império.

DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO.

PRÓXIMO ASSUNTO: O IMPÉRIO ROMANO: DA FORMAÇÃO À CRISE


terça-feira, 5 de outubro de 2010

Cultura Grega

Queridos alunos, agora nós vamos estudar a parte mais emocionante da história da Grécia: Sua arte, cultura e religião.
Para entendermos melhor suas crenças, é necessário que saibamos o que significa mitologia.

A mitologia grega é um conjunto de narrativas sobre os deus e heróis e sobra a origem do mundo, do homem e das forças da natureza.

Os gregos acreditavam em vários deuses, ou seja, eram politeístas. Esses deuses se assemelhavam com os humanos, pois faziam amizade, casavam e geravam filhos. Mas a diferença entre eles é que os deuses eram imortais e os humanos apenas meros mortais.
Cada deus representava um atributo, força da natureza, atividade ou profissão.

Alguns Deuses:
Zeus: era o maior dos deuses gregos
Hera: esposa de Zeus e deusa do casamento
Poseidon: Deus do mar
Ares: Deus da guerra
Afrodite: Deusa do amor e beleza
Atena: Deusa dasabedoria e protetora da cidade de Atenas
Apolo: Deus do sol e patrono da verdade
O culto aos deuses era feito do lado de fora dos templos, um altar onde faziam oferendas que geralmente exigia sacrifício de um animal.
Os gregos acreditavam que ainda podiam se comunicar com os deuses por meio de sonhos e dos oráculos.
ORÀCULOS: local onde ocorria a comunicação ou resposta de uma divindade que havia sido consultada.
OS gregos também foram os pré-cursores de ciências que nós conhecemos e estudamos até s dias de hoje.

*A filosofia (que começou a partir de questionamentos sobre a vida, o mundo, origem), com filósofos que conhecemos: ARISTÓTELES, PLATÃO SÓCRATES.
*A medicina (quando começou a se observar o modo de vida, alimentação, hábitos de higiene) com HIPÓCRATES, o famoso pai da medicina.
*A matemática ( observando os fenômenos da natureza, mudança das estações do ano e pelo movimento das estrelas sendo tudo representado por números. Destacamos PITÁGORAS E TALES como os matemáticos da época.
*História (investigando e registrando os acontecimentos e batalhas) teve inicio com o famoso pai da história HERODOTO E TUCIDIDES.

AS ARTES
As artes gregas representavam mitos, guerras, cotidiano, certo ou errado ou feio e belo.

Pintura; havia dois tipos d pintura
1- figura negra sobre fundo vermelho
2- figura vermelha sobre fundo negro ou branco
Templos; ele surgiram da necessidade de se proteger as estátuas das divindades das variações de tempo, era também o local de culto religioso e de homenagem aos deuses.
Teatro: O teatro foi uma invenção grega em homenagem ao deus do vinho DIONÌSIO
Ele fazia parte da educação e servir para corrigir os defeitos do ser humano e purificá-los.
Personagens: Eram representados apenas por homens, não havia mulheres no palco.
Como funcionava?

Ao ar livre, todos podiam assistir, menos escravos. Pagava para assistir ao espetáculo, havia lugares reservados par as autoridades e ambulante que vendiam bebida e comida.
Tipos de espetáculo? 2
Tragédia: sentimento de pavor, objetivo de corrigir os defeitos e formar um cidadão mais justo e correto
Comédia: Despertava risos, mas ria-se dos aspectos negativos da sociedade.
Escultura: Elas decoravam casas, templos e edifícios. A maioria representavam deuses ou comemoravam vitórias militares ou personagens de destaque da política ou filosofia.
A cultura Helenística é marcada pela mistura das culturas gregas e orientais.
È sempre bom lembrar que o ultimo período de divisão da história da Grécia é o helenístico, marcado pela decadência das cidades- estados gregas, pelo domínio de Alexandre e pela interação entre a cultura grega e a dos povos conquistados.

Na época de domínio de Alexandre o grande, ou seja, no período helenístico as artes sofreram modificações: passaram a representar condições humanas e emoções como; velhice, infância, ira, dor, violência.
As construções receberam influência de técnicas orientais.

A filosofia passou a ser representada pelo ESTOICISMO E PELO EPICURISMO
As ciências obtiveram um grande desenvolvimento em suas descobertas. As conquistas de Alexandre trouxeram crescimento do interesse pelos fenômenos físicos, naturais e humanos.

Duvidas? Perguntas? Deixe seu recado!!!
BEIJOS







terça-feira, 28 de setembro de 2010

Período Helenístico- Continuação da Grécia Antiga

Queridos alunos, já estudamos sobre a Grécia Antiga os períodos: Pré-homérico, Homérico, Arcaico e clássico.
Agora já estamos na reta final, no último período: O HELENÍSTICO.
O período helenístico é marcado pelo domínio da Macedônia e pela mistura das culturas gregas e oriental

Após as guerras fratricidas( gregos contra gregos) o império grego ficou bastante enfraquecido. Todas essa lutas ocasionaram a morte de milhares de pessoas, levando ao enfraquecimento político, econômico das cidades-estado gregas. Muitos escravos aproveitaram essa desorganização e fugiram.
Esse enfraquecimento proporcionou aos Macedônios a conquista do mundo grego.

O domínio Macedônico
A antiga Macedônia localizava-se ao norte da Tessália. É uma região montanhosa unida por três rios. Suas principal cidade era PELLA.
Suas florestas de pinheirais favoreciam as madeiras para a construção de navios e eram ricos em minas de ouro e prata.

Organização Política
Na Macedônia o governo passou a ser exercido por uma monarquia(governo de um só rei).
Filipe II foi o primeiro, assim que subiu ao poder redistribuiu terras conquistando os camponeses. Ele também ampliou o exercito, criou uma cavalaria composta por grandes proprietários rurais.
Filipe morou em Tebas. Foi nessa cidade grega que ele aprendeu técnicas militares. Quando voltou para Macedônia utilizou as estratégias aprendidas para unificar a Grécia.
Foi assim que em 338 a.C. o exército de Filipe enfrentou Atenas e Tebas,derrotando-os e levando ao fim da independência política das cidades-estado gregas.
Ele submeteu os gregos a um comando unificado. Sua intenção era preparar os gregos e Macedônios para lutar contra a Pérsia( um antigo inimigo). Porém, ele morreu antes que essa batalha acontecesse.

Império de Alexandre
Com a morte de Filipe, quem assumiu foi seu filho Alexandre III, também conhecido como Alexandre "o Grande".
Assim que ele assumiu reprimiu as tentativas de rebelião das cidades gregas, conseguindo assim se fixar no poder.
Ele já havia conseguido o poder da Grécia. Foi na batalha de Issus que derrotou Dário III e se tornou imperador da Pérsia.
A seguir, partiu rumo a África e a Ásia.
Em dez anos, Alexandre e seu exercito conquistaram a Síria, Fenícia, Palestina, parte da Índia e do Egito onde fundou a cidade de Alexandria.
Devido a todas essas conquistas militares foi que o famoso Alexandre ficou conhecido como " O Grande".
Sua postura acabou estimulando os gregos a conheceram a cultura oriental e difundir sua própria língua.Ele fundou dezenas de cidades com uma certa autonomia, mas ligadas ao poder central que serviam como um mercado de troca econômica e cultural.


Alexandre morreu de febre, com malária. Após sua morte não houve mais conquistas territoriais e seu império foi dividido em 4 reinos:
1- Macedônia
2- Pérgamo
3- Egito
4- Salêucia


Cada um dos reinos ficou com os generais mais velhos. A crise política-econômica desses reinos e o crescimento de novas civilizações levou império de Alexandre ao fim.
Os romanos conquistaram a maior parte desses territórios, levando ao fim do período helenístico.

Dúvidas? Perguntas? Deixe seu recado.


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Grécia Antiga!

Queridos Alunos, estamos de volta a nossas atividades. O assunto que iremos ver faz parte das civilizações clássicas: Aquelas que deixaram contribuições visíveis em nossa sociedade. Que surgiram há muito tempo e permanecem vivos até os dias atuais.

Grécia
Foi um grande império que se espalhou por toda Região do Mar Egeu e Mediterrâneo na Península Balcânica.
Para entendermos melhor toda sua história, ela foi dividida pelos historiadores em 5 períodos:

Pré-Homérico
Homérico
Arcaico
Clássico
Helenístico


PELÁGIOS: Povos que habitavam a grécia, viviam da caça, pesca, coleta e uma agriculta rudimentar

Pré-Homérico
Este período é marcada pela vindo de outros povos para a região da Grécia, são eles: Aqueus, Eólios, Jônios e Dórios.

CRETA:
Era a maior ilha do mar Egeu. Foi onde se desenvolveu a civilização cretense. Possuia palácios,em torno deles se erguia a cidade. Em Creta eram produzidos artigos de luxo comercializados entre as cidades da Ilha. O grandes centros que se destacaram foram Cnossos e Festos ( eram independentes, com seu próprio Rei. Cnossos dominou todo o comércio marítimo do Mediterrâneo, sob o comando de Minos.

Ruínas de Creta

Micenas
Foi outro centro que surgiu na região do Peloponeso, nele se produziu uma cultura por meio do contato com cretenses. O rei mantinha a o controle sob a população com a ajuda da aristocracia. Micenas toma o lugar de Cnossos e ocupa o lugar de Creta no comércio.
Com a invasão dos Dorios, a cidade foi toda destruída, e as cidades se tornaram comunidades independentes.

Homérico
Período de formação dos genos: comunidades formada por pessoas que descendência de um antepassado comum, por parentes de sangue. Estavam organizados na posse coletiva da terra e do gado. O líder era o patriarca mais poderoso, auxiliado por outros na divisão do trabalho, garantindo a sobrevivência.
O trabalho estava dividido por sexo e idade.
Eles começaram a acabar por conta do aumento da população e a produção da agricultura não seguiu esse crescimento.
As divisões de terras também era injustas. Os parentes mais próximos ganhavam mais terras e as mais férteis, já os parentes não muito próximos ganhavam pequenos pedaços de terra ou quase nada. isso gerou uma grande confusão levando assim ao fim dos genos.

Arcaico
Marcado pelo fim dos genos e a formação das polis( cidades-estados) gregas. A divisão das terras nos genos, gerou uma divisão social entre o povo. Os grandes proprietários de terras formaram a aristocracia. Os pequenos proprietários e não proprietários haviam se dedicado ao comércio e ao artesanato.
Eram cidades autônomas,.
Por conta da divisão social, o povo ficou insatisfeito e começou a migrar em busca de melhores condições de vida. Foi daí que surgiram as inúmeras colônias gregas-> o povo se dispersou. Mas ainda sim continuaram tendo uma relação estreita com a cidade mãe: faziam comércio, compartilhavam a língua, religião. Agora, politicamente as colônias eram independentes.

Clássico
Marcado pela consolidação das cidades e por grandes conflitos.

Esparta:
Situada na região do Peloponeso, foi uma das cidades gregos que se destacou bastante por conta da sua prática guerreira.
Sua população estava dividida entre:
1- Espartanos (cidadãos)
2-Periecos
3-Hilotas


Obs: Procure diferenciar cada um eles, isso ajudará nos seus estudos.


Seu governo eram dividio entre:
1-Diarquia
2-Ápela
3-Gerúsia
4- Eforato


Obs: Procure diferenciar cada um eles, isso ajudará nos seus estudos.

Formação dos cidadãos:
Quando nasciam uma criança, ela era levada e examinada pelos mais velhos, Caso aparentasse deformidade ele era morto.
Em Esparta os cidadãos eram preparados para servir a cidade, desde pequenos eram separados da família e levados para engrenar no serviço militar.
Deviam ser resistentes ao frio, fome e cansaço.
Aos 7 anos eram levados para um quartel onde desenvolviam atividades para se tornar um guerreiro. Durante sua formação passavam por diversos desafios. o objetivo era fortalecem o jovem e seu caráter.
Aos 20 finalmente ingressava no exercito e aos 30 casavam- mas visitavam as esposas secretamente.
Esparta criou o maior exercito da grécia sempre pronto para a guerra.


Atenas
Foi outra cidade de destaque na Grécia. Situada na região dos Balcãs.
Seu governo eram realizado pelos Arcontes-> conselho de 9 arcontes que organizavam a cidade.

Ágora

Em Atenas merece destaque a Ágora e a Acrópole dois lugares de destaque na cidade.
Na Acrópole também estava situado o Partenon- o templo dedicado a Deusa Atenas.
( procure diferenciar os locais acima, isso ajudará nos seus estudos)

Acrópole

Divisão social de Atenas:
1- Cidadãos
2-Metecos
3-Escravos


Obs: Procure diferenciar cada um eles, isso ajudará nos seus estudos.

Atenas merece destaque intelectual, e cultural. Foi aqui que sugiram grandes filósofos. Diferente de Esparta, as crianças eram educadas para serem cidadãos.
Partenon

Democracia
Foi justamente aqui que surgiu os primeiros traços da Democracia. A insatisfação popular fez com que os governantes dessa cidades buscassem soluções para melhorar as condições de vida.
Foi aqui que o povo, rico ou pobre começou a participar das decisões políticas da cidade. Eles se reuniam em Assembléia ao ar livre para discutir as decisões. Diferente de hoje, aqui a democracia era direta: Povo é que escolhia o que seria feito.

Para melhor tal situação social legisladores e tiranos deram suas contribuições:

1-Drácon: elaborou leis severas, mas as tensões permaneceram.
2-Solon: Aboliu a escravidão por dívida, substituiu o critério de nascimento pelo de riqueza para o acesso aos cargos públicos, criou a ekklésia, o boulé. Assim qualquer pessoa rica ou pobre poderia ser magistrado.
DEMOCRACIA= GOVERNO DO POVO , todos participavam.
3-Pisístrato: As reformas de Solón não satisfizeram a todos, Pisístrato amenizou a situação diminuindo o poder da aristocracia e criou uma espécie de Crédito para os pequenos camponeses. Ele faleceu e nao pode continuar suas reformas.
4-Clístenes: Estabeleceu a democracia através da isonomia: igualdade dos cidadãos perante a lei.Mas se restringia aos habitantes considerados cidadãos.
5-Perícles: foi quando a democracia chegou a auge. Reconstruiu toda a cidade, Atenas se desenvolveu economico-policamente durante seu governo. Ficou conhecido como Século de Perícles.
Perícles

Dúvidas? Perguntas? Deixe seu comentário.
Próximo Assunto: Conflitos gregos.



sábado, 17 de julho de 2010

Férias!!


Queridos alunos, estou morrendo de saudades!
Espero que todos estejam aproveitando bastante as férias e quando voltarmos as aulas, vocês estejam com todo pique!!!
Aqueles que infelizmente não conseguiram atingir a média e o total de pontos, aproveite para estudar todos os assuntos que vimos em sala(todos mesmo)!
Em Agosto acontecerá o RESEM, uma recuperação semestral. Você terá a chance de mudar uma de suas notas e melhorar seu desempenho! Aproveite essa chance!

Um beijo enorme para todos vocês, até a volta!


sábado, 26 de junho de 2010

ÍNDIA ANTIGA

FORMAÇÃO:
A formação da Índia começou a partir da acupação do Rio INDO pelos drávidas. Esse povo fundou cidades como HARAPPA E MOHENJO-DARO, cidades com desenvovimento dos sistemas de irrigação e coleta de esgotos. A economia desse povo era baseada na agricultura, os rios ajudavam no seu desenvolvimento.
Um importante rio da região sofreu desviu e secou, afetando essas comunidades , ocorrendo a migração dos povos, superpopulação e distúrbios sociais.
Esse enfraquecimento ajudou na invasão dos arianos, povos guerreiros que dominaram os drávidas.
Arianos: povos nobres, guerreiros que combatiam em carros puxados por cavalos, utilizavam arcos, armas de bronze.
Eles ocuparam o vale do Rio Ganges.

Concluímos então que a cultura indiana foi a junção dos drávidas com os arianos. Eles integraram seus costumes e cultura.

COMÉRCIO
A agricultura era a base economica, cultivavam trigo, cevada, ervilha, melão. Os artesãos fabricavam ferramentas e armas de metal. Os mercadores comerciavam a longas distâncias, com chineses, persas e mesopotâmicos.

CASTAS
A sociedade indiana é dividida por um sistema de castas , que separam as camadas sociais e possuíam direitos e deveres diferentes.
Quando os arianos chegaram já trouxeram algumas divisões sociais, já que se sentiam superiores aos drávidas.
1-> XÁTRIAS: Corresponde aos nobres, guerreiros
2-> BRÂMANES: sacerdotes que controlavam os rituais e interpretam os livros sagrados.
3-> VAIXÁS: comerciantes, artesãos, e agricultores.
4-> SUDRAS: eram os escravos.
5-> INTOCÁVEIS: pessoas excluídas de todos os direitos e consideradas impuras.


VEDAS: são os livros sagrados, principal fonte para o estudo da história da índia do período ariano. É um conjunto de hinos religiosos, preces, fórmulas mágicas e comentários sobre a natureza humano.

RELIGIÃO

BRAMANISMOS
É a antiga religião ariana, relacionada ás forças da natureza. Acreditava-se que os deuses eram como os humanos, que se alegravam com presentes e se entristeciam diante do desprezo.
Eles ofereciam ouro, bebidas, ou faziam sacrifício de animais. Antigamente ela era Politeísta, depois com a leitura dos Vedas foi modificada e se tornou Monoteísta, sendo assim Brahma um Deus total. Segundo o bramanismo (brâmanes) teriam nascido da boca do Deus Brahma na criação do universo.

HINDUÍSMO
Ela derivou do bramanismo, muito complexo, baseada no politeísmo, ele também admite a idéia da reencarnação( sua alma pode renascer em outra pessoa ou animal) e da base para os sistemas de castas.
Os deuses eram considerados mais poderosos e formam uma trindade entre Brahma( Deus da criação), Vishnu( Deus da conservação da ordem natural e da lei do universo) e Shiva( Deus da criação) . Mais sua alma só alcançará sua libertação total se atingir o chamado NIRVANA.
Para os hindus, os animais são sagrados, como a cobra e a vaca.

BUDISMO
É o conjunto de ensinamentos de Buda( aquele que sabe). Sua origem vem de uma lenda de Sidarta, um nobre que nasceu no norte da Índia. Sidarta abandonou o palácio do pai e tornou-se um andarilho. Buscava a salvação por meio da meditação, tornando-se Buda. Foi ai que Brahma pediu a Buda que difundisse o que tinha aprendido. o Budismo não acredita em nenhum Deus como criador poderoso.



INVASÕES
A Índia não tinha um governo unificado, era dividida em reinos chefiados pelos MARAJÁS, que eram solicitados para união de uma luta contra um inimigo comum.
Mas por conta de não ser unificado, facilitou a invasão de vários povos: os persas, Alexandre, o Grande que depois dominou os Persas e anexou o vale do Rio Indo ao seu império.

DINASTIAS

1ª DINASTIA- MAURIA
Em 275 a.C. A dinastia Mauria unificou politicamente a índia, adotou os ensinamentos de Buda, negando assim o sistema de castas, pregou o pacifismo. Mas após a morte de Açoka, o império entrou em decadência e voltou a ser dividido em reinos.

2ª DINASTIA- GRUPTA
Por volta de 320 d.C. essa dinastia promoveu uma nova unificação, seus Reis voltaram a colocar o hinduísmo como religião predominante. Dois séculos mais tarde, o império Grupta foi destruído por invasões estrangeiras, dividindo mais uma vez , a Índia em pequenos reinos soberanos.

DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO!!!!

PRÓXIMO ASSUNTO: AS RELIGIÕES INDIANAS! ( APROFUNDAMENTO)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

CHINA ANTIGA


A civilização chinesa teve suas origens no vale do Rio Amarelo, praticavam agricultura e criavam gado. Esse agricultores foram beneficiados por conta do LOESS -> uma formação sedimentar amarela-acastanhada, rica em calcário e muito boa para o cultivo. Ele só é fertil quando humido, nas secas ele se transforma em pó.
Para controlar o rio, foram construídos rede de canais, diques e represas. O rio amarelo e o azul foram ligados e usados para transporte.
Os chineses se denominavam Reino do Meio. acredeitavam que a China estava no Centro do Mundo.

A principio a china era dividida em Reinos, CHAO, CHU, CHI, HAN, WEI E YEN. Não havia um poder central. Esses reinos lutavam entre si, as guerras eram consideradas um dever a cumpurir e nao um mal a evitar. Os conflitos entre eles eram muito comuns.

UNIFICAÇÃO DA CHINA
Só no 2º minlênio a China começou a se unificar e foi governada por muitas dinastias.

1º DINASTIA: CHANG
Desenvolveram as primeiras cidades fortificadas, rodeadas de muros, a metarlugia do bronze e o primeiro sistema de escrita chinês. Todas as mudanças ocorreram quando o rei Chengtang impôs seu domínio sobre a Região do Rio Amarelo e estabeleceu a capital de Xibo.
A cidade era a cercada de muros, e seu palacáio também. Tudo contruiu para defender o governo.
Porém um povo vindo do Oeste começou a abalar os Chang. Eram os Chou, que tinha se tornado poderosos e expandido seus domínios em todo território Chang.
A dinastia Chou foi a mais longa da história chinesa.

2º DINASTIA CHOU
Nesse período houve grandes inovações, criou-se o processo de rotação de culturas, que permitiu o aumento da produção agricola, juntamente com um eficiente sistema de irrigação. Nessa dinastia também houve uma intensa exploração de madeira. No artesanato, criaram objetos de madeira e bronze. A maior contribuição atesanal foi a fabricação de Sinos de Bronze.
Os Chou foram os primeiros a usar objetos como tipos de moeda no desenvolvimento do comércio. O desenvolvimento do comércio levou a cosntrução de estradas por onde passavam caravanas de mercadores e veículos. O transporte fluvial ainda era pouco desenvolvido.
Nessa dinastia a sociedade chinesas estava dividida entre:
CAMPONESES-> que tinha a vida influenciada pelas estações do ano. No verão viviam no campo, por conta das plantações. No inverno, iam para as aldeias, esperando primavera e dedicavam-se ao artesanato.
NOBRES-> Os nobres eram os proprietários das terras e viviam da exploração do trabalho dos camponeses. Na família dos nobres, o homem exercia autoridade sobre todos os membros: tinha o poder de decidir se uma criança recém-nascida ficaria na casa ou seria rejeitada.
Os nobres também ajudavam no governo dos Reis.

3ºDINASTIA: CHI'N
Essa dinastia foi de curta duração porém sua obra permanece até hoje. Muito preocupados com as ameaças de invasão, foi construído a MURALHA DA CHINA, uma linha de defesa de 3 mil quilômetros.
Foi essa dinastia que também impôs uma única moeda e um único sistema de escrita.
No império Chi'n o imperador mandou queimar todos os livros que fizessem referencia a outras dinastias, permitindo apenas a circulação de livros sobre medicina, adivinhações do futuro, agricultura e aboricultura. Era uma tentativa de apagar as lembranças de outros governos e não ser comparado. Podendo essa comparação gerar questionamentos. Tentavam apagar tudo que não os favorecia, como fome e injustiça social.


4º DINASTIA: HAN
Os imperadores dessa dinastia expandiram suas fronteiras e procuraram manter o poder centralizado, reforçando o exercito e estabelecer uma língua oficial. Foi ampliada as comunicações dentro e fora do império permitiu a formação de um novo grupo: homens ricos, que eram grandes comerciantes, que viviam luxuosamente.
A maioria da população era formada pela camada mais pobre de funcionários do governo, pequenos e médios proprietários rurais, camponeses, artesãos, pequenos comerciantes, trabalhadores e escravos. Porém não tinha importância econômica, não chegava a 1% da renda da população.
A literatura e as artes foram recuperadas pelos Han, começaram a estudar os escritos deixados sobre a historia dos chineses. A expansão do comércio e o maior contato com outras regiões também estimularam o gosto pelas artes, uma arte refinada.

ESCRITA CHINESA
Se desenvolveu há mais de 3 mil anos. Ela é composta de ideogramas. Cada ideograma representa uma palavra ou idéia , e não um som. Ela crontrinuiu para a unificação do império. Floresceu na dinastia Chang.
FIM DO IMPÉRIO CHINÊS
Com os avanços da sociedade, do desenvolvimento comercial o governo começou a cobrar impostos sobre essas atividades. Esse desenvolvimento levou nobres a investir em comércio e não mais em terras, aumentando seu poder e preocupando o imperador que tentou limitar e submetê-los ao seu poder.Mas não foi o que aconteceu.
A era cristã, somou com as revoltas dos camponeses que queriam melhores condições de vida e acabou levando o império ao desgaste. Seu enfraaquecimento levou a China novamente a divisão de reinos: WEI, WU E SHU. Era o fim do império chinês antigo.


DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO. PRÓXIMO ASSUNTO: ÍNDIA ANTIGA

segunda-feira, 14 de junho de 2010

DESCULPAS!!

QUERIDOS ALUNOS, GOSTARIA DE PEDIR DESCULPAS A TODOS VOCÊS QUE ACESSAM O BLOG! INFELISMETNTE NÃO CONSEGUI ATUALIZAR O MESMO COM OS ASSUNTOS QUE NÓS TRABALHAMOS NA PROVA PASSADA.

FIQUEI UM CERTO TEMPO SEM INTERNET, ISSO ME DEIXOU LIMITADA E NÃO PUDE POSTAR NO BLOG.

AGORA TUDO FOI RESOLVIDO, E VOLTARÁ AO NORMAL.

PRÓXIMO ASSUNTO: CHINA ANTIGA!
NÃO PERCAM!

BEIJOSSSS

DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO!!!!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

AS CIVILIZAÇÕES DA MESOPOTÂMIA

Queridos alunos, aqui começa o assunto da nossa II UNIDADE. Continuarei a postar tudo que nós estudarmos em sala de aula.

A Mesopotâmia foi o nome dado pelo gregos para o território situado entre o rio Tigre e Eufrates, local onde hoje se localiza o atual Iraque, Kuwait e grande parte da Síria.
Esses rios possuíam um regime de cheias e vazantes. No tempo das cheias, o rio transborda e fertiliza as margens. Essas cheias obrigava o povo que ali habitava a construir um sistema de canais para controlar as águas.
A Mesopotâmia se divide em Alta, cercada de montanhas e pouco fértil ao Norte; e a Baixa, com maior fertilidade dos solos no Centro e Sul.

A história dessa região foi marcada por grandes conflitos, invasões de povos que cobiçavam as terras.

SUMÉRIOS

Os sumerios fundaram as cidades de UR, URUK, ERIDU E NIPUR. Essas cidades possuíam independência política, ou seja, eram cidades-estados. Cada uma delas possuia um rei e suas próprias leis. O poder central dessas cidade era exercido por um rei, que se chamava PATESI. Ele era o responsável pelas funções militares e religiosas e pelas construções de grandes obras. O PATESI eram eleito por uma assembléia de homens livres. Essas cidades disputavam entre si uma hegemonia de poder, dessa forma os sumérios nunca tiveram um império unificado. Isso os tornou vulneráveis às invasões de outros povos.

ACÁDIOS

Eles se instalaram na Mesopotâmia por volta do terceiro milênio a.C. Sua expansão territorial foi liderada pelo rei SARGÃO I , ele unificou as cidades estados sumerianas e organizou o primeiro império mesopotâmico, ou Acádio. As invasões estrangeiras enfraqueceram o império e um novo povo ficou em ascensão.

BABILÔNIOS
Os amoritas fundaram a Babilônia, uma cidade localizadaas margens do Eufrates. Esse império foi dividido em três fases:
* I IMPÉRIO BABILÔNICO E NOVO IMPÉRIO BABILÔNICO
No primeiro império destacou-se governo de Hamurábi. Além de ter conquistado muitos territórios e unificado quase toda a Mesopotâmia, esse rei destacou-se como administrador. Em seu reinado fez grandes realizações como:


1) desenvolvimento da agricultura, construindo grandes reservatórios de água e canais de irrigação.
2) O intenso desenvolvimento comercial a partir da cidade da Babilônia.
3) Elaborou o Código de Hamurabi, um código de leis escritas, que regulavam a sociedade e deviam ser obedecidas. Ele punia de acordo com a categoria social, ou seja, não era igual para todos.
Após a morte de Hamurábi, foi difícil manter o império unido, sendo então derrotados pelos hititas.

ASSÍRIOS
Os assírios ficaram famosos por suas características guerreiras. Ao longo do tempo, foram atacados por diversos povos, o que os obrigou a desenvolver práticas e técnicas guerreiras e organizar os maiores exércitos que se tem noticia. Suas armas e utensílios de guerra eram bem avançados para os povos dessa época. A ação dos seus exercítos ficou marcada pela violnecia com que tratavam seus vencidos, deixando fileiras de mortos e cidades destruídas.

A primeira capital dos assírios foi Assur, depois Nínive. Foi o rei ASSURBANIPAL construiu a biblioteca de Nínive. O apageu desse império ocorreu com Sargão II. Mas com tempo, devido a sua grande expansão, ficou muito difícil de controlar as revoltas que ocorriam em todas as regiões. Assim, eles foram conquistados pelos Babilônios.

NOVO IMPÉRIO BABILÔNIO
A queda dos assírios coincidiu com a reorganização do Império Babilônio, nesse período a cidade foi reconstruída. Seus palácios e templos foram recuperados. O rei de maior destaque dessa época foi NABUCODONOSOR. Sob o seu comando a babilônia se tornou um dos centros políticos e econômicos da antiguidade Oriental.
Esse novo império teve curta duração. Após a morte de NABUCODONOSOR, a disputa de seu trono enfraqueceu o império e os PERSAS conquistaram a cidade.

A ORGANIZAÇÃO SOCIAL
A sociedade se dividia em dois grupos sociais:
1) homens livres: formava o grupo mais numeroso, com direitos políticos. Faziam parte desse, os artesãos, criadores de gado, escribas, camponeses e pessoas ricas que formavam a aristocracia.
2) escravos: constituíam a minoria. Eram prisioneiros de guerra, ou pessoas livres que haviam se vendido ou sido vendidas por suas famílias para os mercadores de escravo.

RELIGIÃO
Eles eram POLITEÍSTAS, ou seja cultuavam vários deuses entre eles AN( Deus do céu), ENLIL(Deus do ar) , entre outros.
Os sacerdotes realizavam diferentes rituais religiosos: sacrifícios de animais, práticas mágicas e oferendas de estátuas aos deuses.

ESCRITA
A escrita da mesopotâmia era cuneiforme, foi um legado dos sumérios que se expandiu e foi assimilada por todos os povos que habitaram a mesopotâmia. As primeiras formas de escrita surgiram da necessidade de registrar e controlar a produção de alimentos e as práticas comerciais. Essa escrita evoluiu lentamente. a princípio era pictográfica, representava objetos, animais e pessoas. Com o tempo os desenhos ficaram mais simples e representavam idéias e sentimentos. Ela permaneceu um mistério ate o séc 19, quando estudos arqueológicos e linguísticos permitiram decifrar as inscrições , possibilitando que nós pudéssemos conhecer um pouco da literatura mesopotâmica.

DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO
A atividade religiosa favoreceu o desenvolvimento das ciências . Eles desenvolveram a astronomia, matemática e a escrita. Eles conseguiram prever os eclipses do Sol e da Lua e a elaboração de um calendário lunar de 12 meses. Eles criaram um sistema sexagenal completo, que depois foi combinado por um sistema decimal, depois um de pesos e medidas. ( o que nós aprendemos em matemática nos dias de hoje, tiveram origem nesse período).

DÚVIDAS? PERGUNTAS? Deixe seu recado.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

DICAS:

Aqui estão alguns link de sites que podem ajuda na sua pesquisa para o trabalho de história.

Grupo 1: Como viviam os primeiros americanos.
http://aulasdoprofessorglauber.blogspot.com/2009/08/como-viviam-os-primeiros-americanos.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Povos_amer%C3%ADndios
http://pt.wikipedia.org/wiki/Povos_amer%C3%ADndios
Caso queiram utilizar algo dos sites procure ler atentamente e ver se encaixa no seu tema do trabalho!
Pesquise em livros, essa fonte é mais segura do que a Internet.

Grupo 2: O ser humano chega ao Brasil
http://pt.wikipedia.org/wiki/Povos_amer%C3%ADndios
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lagoa_Santa_(Minas_Gerais)
http://www.lagoasanta.com.br/homem/minas_na_vanguarda_arqueologica.htmhttp://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080509113624AAhTKNc
http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Raimundo_Nonato
http://ecoviagem.uol.com.br/brasil/piaui/sao-raimundo-nonato/
Caso queiram utilizar algo dos sites procure ler atentamente e ver se encaixa no seu tema do trabalho!
Pesquise em livros, essa fonte é mais segura do que a Internet.


Grupo 3: Como viviam os primeiro habitantes do Brasil
http://www.historiadobrasil.com.br/viagem/cap01.htm
http://www.historiamais.com/primeiroshabitantes.htm
http://www.brasilescola.com/historiag/os-povos-sambaquis.htm
http://www.forumeja.org.br/rj/?q=node/143
http://www.brasilescola.com/historiag/prehistoria-brasileira.htm
Caso queiram utilizar algo dos sites procure ler atentamente e ver se encaixa no seu tema do trabalho!
Pesquise em livros, essa fonte é mais segura do que a Internet.

Grupo 4: A arte da cerâmica e as moradias
http://www.arteducacao.pro.br/hist_da_arte/hist_da_arte_prebrasil.htm
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/arte-pre-historica/arte-pre-historica-3.php
http://www.anfacer.org.br/principal.aspx?tela=ucTelaConteudos&idMenu=92
http://books.google.com.br/books?id=HEoDAAAAMAAJ&pg=PA371&lpg=PA371&dq=Casas+Itarar%C3%A9s&source=bl&ots=UJlCe0QlH9&sig=YykFv118XGC5lhDK-ho8QMYE8W4&hl=pt-BR&ei=c33DS5DTHo60uAeSwa3SBg&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=3&ved=0CBgQ6AEwAg#
Caso queiram utilizar algo dos sites procure ler atentamente e ver se encaixa no seu tema do trabalho!
Pesquise em livros, essa fonte é mais segura do que a Internet.

BOA PESQUISA!

DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO!


O POVOAMENTO DA AMÉRICA

Os colonizadores europeus chegaram à América na Idade Moderna, encontraram um continente até então desconhecido por eles. Foi batizada de " Novo Mundo".
Quando os europeus chegaram à América já encontraram habitantes morando no continente. Mas, como eles chegaram a América?

Esses habitantes não eram originários do próprios continente. Segundo os pesquisadores, existem hipóteses e como se originou o homem americano.

1) ESTREITO DE BERING:
A América começou a ser povoada quando os primeiros grupos humanos vindos da Ásia, atravessaram o Estreito de Bering. Essa travessia ocorreu na ultima glaciação, período em que o estreito ficou coberto por uma camada de gelo, unido o continente americano ao asiático. Os humanos que vieram por esse caminho não conheciam as navegações e fizeram a travessia a pé, perseguindo animais.
O que comprova essa hipótese são os estudos dos fósseis e armas de pedra muito antigos, descobertos em sítios arqueológicos da América do Norte. Segundo os vestígios, a ocupação ocorreu há 12 mil anos. Descobertas mais recentes , indicam que essa travessia pode ter ocorrido há 40 ou a 50 mil anos.
Em 1930, arqueólogos descobriram pontas de flechas e lanças feitas de pedra lascada, nas proximidades de CLOVIS(11.200), no Estado no Novo México, nos Estados Unidos. Esses vestígios foram considerados durante muito tempo os mais antigos da América. Mas descobertas posteriores na América do Sul, pôs em dúvida essa explicação.

2)ILHAS DA POLINÉSIA, OCEANIA:
Outra explicação para o povoamento da América defende que os grupos humanos partiram das Ilhas da Polínésia e da Oceania, em pequenas embarcações, navegando pelo Pacífico chegaram a América do Sul. Depois, se espalharam por todo o continente.
Os defensores dessa hipóteses acreditam que os humanos vieram pelo Estreito de Bering, mas que esse não foi o único caminho. Eles Chegaram a América pelo Oceano Pacífico.
Para os defensores dessa hipóteses, o povoamento da América pode ter se iniciado muito tempo antes, cerca de 50 mil anos atrás.
Em Monte Verde no Chile( 13.500), foram descobertos centenas de artefatos de pedra e restos de alimentos mais antigos que as lascas de Clovis. Monte verde reúne um vasto tesouro da arqueologia americana. Lá foram encontradas fundações de casas de madeira, ossos de animais, plantas comestíveis, além de diferentes plantas medicinais.
Com essa descoberta no Chile apareceram novas hipóteses:

* O povoamento da América do Sul pode ter sido anterior ao da América do Norte.
* Os povoadores da América entraram no continente por vários caminhos.
* Os alimento vegetais eram importantes em Monte Verde.
* Outros sítios arqueológicos, pesquisadores nos países da América relevaram vestígios de datas mais antigas que os de Monte Verde, mas todos na América do Sul.

1) Venezuela ( Taia-Taima)
2) Na Argentina , nos sítios de Piedra Museo e Los Toldos.
3) No Brasil, nos sítios de Lapa do Boquete, LapaVermelha e Santana do Riacho, em Mnas Gerais.
Ossada encontrada em Lagoa Santa, MG, Brasil.


4) No Piauí, sítio do Boqueirão da Pedra Furada.

Esse é o último assunto que irá cair na AGU da 1º unidade de História. Leiam com atenção, observem as figuras que isso ajudará no seu estudo.

DÚVIDAS? PERGUNTAS? DEIXE SEU RECADO!!

BOA PROVA.

PRÓXIMO ASSUNTO: DICAS DE SITES PARA OS TRABALHOS EM GRUPO.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

ASSUNTO NOVO: O SURGIMENTO DAS CIDADES


Até agora nós estudamos os primeiros períodos da pré-história. Com toda a evolução que ocorreu nesses períodos, começou o desenvolvimento das cidades. É claro que são bem diferentes das cidades em que vivemos.....o que vamos estudar é justamente o início, começo das primeiras cidades.

Por conta do desenvolvimento da agricultura no período neolítico, começaram a aparecer as primeiras aldeias, comunidades. O crescimento da agricultura, cultivo da terra permitiu que fossem produzidos mais alimentos, por conta disso a população humana cresceu muito rápido.
Com esse aumento de população teve que se estender ainda mais as áreas de cultivo e criar novas técnicas para melhorar a produtividade.
Essas aldeias e comunidades começaram juntas a construir sistemas de irrigação para aproveitar as margens dos rios( terras férteis, boas para o plantio).
Essa união de aldeias deu origem as cidades.

DEFINIÇÃO: Cidade-> Complexo demográfico formado, social e economicamente, por uma importante concentração populacional não agrícola. dedicada as atividades mercantil, industrial, financeiro e cultural.

As primeiras cidades que apareceram foram formadas próximas dos grandes rios, afinal a água era necessária para agricultura. Por conta da sua localização, ficaram conhecidaS como CIVILIZAÇÕES FLUVIAIS.

Egito- civilização no Vale do Rio Nilo.


Observe que nas cidades do mapa, todas são próximas de rios.
As cidades tinham duas características básicas: DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO/ CENTRALIZAÇÃO POLÍTICA.

COMÉRCIO E A DIVISÃO DO TRABALHO: A maioria da população trabalhava na agricultura e na criação de animais. A construção dos canais de irrigação e de técnicas agrícolas ajudou a se produzir muito( gerando excedentes) ou seja começou a ter mais alimentos do que o necessário para o consumo.
Esses excedentes começaram a ser trocados pelos povos, dando origem ao comércio( era baseado na troca de mercadorias).
Esse excedente também sustentava as profissões que prestavam serviços públicos: médicos, soldados e sacerdotes.
Essa especialização específica do trabalho em determinadas atividades profissionais, ficou conhecida como processo de divisão do trabalho.

" O arado, foi uma invenção importante para melhorar a produtividade agrícola , pois facilitava o preparo da terra para o Cultivo".

CENTRALIZAÇÃO POLÍTICA: Com todas essas mudanças na sociedade, tornou-se necessário organiza-la melhor. A família mais poderosa da aldeia, coordenava as cidades. O chefe da família passava a ser um rei. Esse rei era responsável pelo controle da produção de alimentos, construção de obras publicas( diques, canais de irrigação).
O rei contava com ajuda de servidores para estender o controle por toda a população.
Esses servidores em encarregados de :

Registrar as colheitas;
Criar e cobrar impostos;
Organizar a defesa;
Fazer leis;
Julgar Crimes;

Trazendo para os dias de hoje, pense que esse rei é o prefeito de sua cidade e que seus seguidores são os vereadores.

O rei- morava em palácios.

"Os palácios de Nínive são cobertos por esculturas em baixo-relevo, representando cenas de batalhas e da vida quotidiana dos assírios. Também por eles sabemos muito da história desse grande Império do passado."

Sacerdotes- cultuavam os deuses protetores das cidades nos templos.
A ESCRITA

Por conta do desenvolvimento da agricultura, do comércio e da centralização política tornou-se necessária a escrita.
Isso se deveu a vários fatores:

1) Era necessário contalibilizar produtos comercializados e impostos arrecadados pelos servidores do rei.

2) Cálculos geométricos para o levantamento de estruturas das obras, sendo criado um sistema de sinais numéricos.

3) A escrita possibilitou o homem a registar seus pensamentos, idéias e se comunicar.
" Primeira forma de escrita- chamada de cuneiforme."

PRÓXIMO ASSUNTO: O POVOAMENTO DA AMÉRICA.

PERGUNTAS?DÚVIDAS? DEIXE SEU COMENTÁRIO.